PROGRAMAÇÃO

Palestra
CLUBE DE LEITURA CASA MÁRIO DE ANDRADE
Com Lucineide Vieira e convidados

Sábados, 28 de janeiro, 25 de fevereiro, 25 de março e 29 de abril, das 16h30 às 18h 


Nos encontros do Clube de Leitura da Casa Mário de Andrade, os participantes terão oportunidade de conhecer o movimento de cordelistas que atuam para difundir esse gênero literário por meio de suas obras e ações. A cada encontro, um autor convidado fará uma breve apresentação de sua trajetória, seguida da leitura de um de seus cordéis. 


Organização: Josué Gonçalves de Araújo e Lucineide Vieira.

Mediação: Lucineide Vieira.


A atividade será transmitida por meio da plataforma Zoom.

A atividade será realizada presencialmente no Anexo da Casa Guilherme de Almeida, disponibilizando-se 30 vagas para participação presencial, a serem preenchidas por ordem de inscrição. Endereço: Rua Cardoso de Almeida, n. 1943, Perdizes, São Paulo, SP.

Para realizar sua inscrição no formato on-line, clique aqui.

Para realizar sua inscrição no formato presencial, para o dia 28 de janeiro, clique aqui.

Para realizar sua inscrição no formato presencial, para o dia 25 de fevereiro, clique aqui

O link do Zoom será enviado aos inscritos por e-mail.


Cronograma das atividades: 

28/01 - Costa Senna apresenta o seu cordel A arte de governar o teimoso mundo cão;

25/02 - Aderaldo Luciano comentará o cordel Romance do Pavão Misterioso, de João Melquiades Ferreira;

25/03 - A confirmar;

29/04 - A confirmar.


Aderaldo Luciano é poeta e pesquisador de cordel brasileiro, nascido na cidade de Areia – PB. É Doutor em Ciência da Literatura (Poética) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Autor dos livros Estradas, engenhos, sinas (2022), O genocida no vale da sombra da morte (2021), Apontamentos para uma história crítica do cordel brasileiro (2012), O auto de Zé Limeira (2008), entre outros. No teatro, escreveu a peça Nordeste místico (2019) para o festival Palco Giratório do SESC. Ganhou, em 2013, a Bolsa de Circulação Literária da Biblioteca Nacional/FUNARTE, com o projeto "Rotas do Cordel na Borborema", que ofereceu cursos de formação de professores por seis cidades do brejo paraibano. Em 2011 foi o representante do cordel brasileiro no Ano do Brasil na Bélgica, integrando a comitiva de literatura dentro do Europalia – Internacional Arts Festival. De 2009 a 2012 foi coordenador editorial da Editora Luzeiro, principal casa publicadora de cordéis do Brasil.


Costa Senna é ator, compositor, cantor e poeta. Sua obra inclui vários livros e dezenas de folhetos de cordel, além de CDs e DVDs gravados, participações em peças teatrais e filmes de curta e longa-metragem. Em 2008 recebeu, da Câmara dos Vereadores de São Paulo, o título de cidadão paulistano, por desenvolver atividades culturais ligadas a entidades filantrópicas e assistenciais. É curador e um dos fundadores do Sarau Bodegas do Brasil desde 2009. Em 2014, foi um dos representantes do Brasil na 40a. Feira Internacional do Livro de Buenos Aires. 


Josué Gonçalves de Araujo nasceu em Marabá Paulista, mas viveu desde a infância na cidade de Mirante do Paranapanema, na região do Pontal do Paranapanema, em São Paulo, onde trabalhou como boia-fria nas épocas das colheitas de algodão ou de amendoim. De ascendência nordestina, desde criança ouvia histórias dos antigos folhetos de cordel. Já adulto, passou a escrever seus próprios poemas em cordel, como os textos: O Coronel Avarento, O Mistério da Pele da Novilha e Apagando as Pegadas, lançados pela Editora Luzeiro. Em 2010 foi um dos autores premiados pelo Ministério da Cultura com o poema Os Três Fios de Cabelo do Diabo. Desde 2015 está à frente da Editora Areia Dourada, onde lançou Macunaíma, o herói sem nenhum caráter em verso de cordel. Reside em São Paulo.


Lucineide Vieira da Silva Cipoli é formada em Pedagogia pela UEPB, e pós-graduada em Língua Portuguesa pela PUC/SP, onde redigiu um trabalho de conclusão de curso sobre "As Peculiaridades do Texto de Cordel". Trabalha na Rede Municipal de Educação de São Paulo, como POSL - Professora Orientadora de Sala de Leitura -, onde desenvolve um projeto de Organização de Sarau e coordena os Estudos Literários da AEL- Academia de Estudantes de Letras - Graciliano Ramos. Faz parte do Movimento Nacional de Mulheres Unidas em Combate ao Machismo e do Coletivo Teodoras do Cordel- artevistas SP, onde publicou ao lado de 18 cordelistas o cordel Justiça Violada. É idealizadora e mediadora do Clube de Leitura Ler_Mulher e do Clube de Leitura de Cordel de São Paulo, que vem integrando a programação do Museu Casa Mário de Andrade.


Foto: Divulgação.

MAPA DO SITE
Governo do Estado de SP

Este site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.
Consulte sobre os Cookies e a Política de Privacidade para obter mais informações.

ACEITAR