PROGRAMAÇÃO

Palestra
MUSEU, TEMPLO DAS MUSAS
Com Marcelo Tápia

Sexta-feira, 25 de setembro, das 19h às 21h


Para realizar sua inscrição, clique aqui

A atividade será desenvolvida na plataforma Google Hangouts Meet.

O link será enviado aos inscritos por e-mail.


A palavra “museu” provém do termo grego museion, “templo ou morada das Musas” (as deusas das artes e das ciências, filhas de Mnemosyne, a deusa Memória). Em vez de um lugar onde se guardam velharias, o museu é um espaço físico e mental em que a cultura vive intensamente, por meio da forte conexão entre o presente, o passado e o futuro. A Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo busca exercer seu papel como preservadora e produtora de memória e atuação criativa. Essa perspectiva de trabalho dos museus e sua constante reinvenção – como a exigida por este imprevisto tempo de incerteza que vivemos – será o tema desta palestra, que buscará expor experiências anteriores e atuais da Casa Guilherme de Almeida, da Casa das Rosas e da Casa Mário de Andrade. 


Marcelo Tápia é poeta, ensaísta e tradutor, graduado em Letras (Português e Grego) e doutor em Teoria Literária e Literatura Comparada pela FFLCH-USP, onde também realizou pós-doutorado em Letras Clássicas. É professor do LETRA – Programa de Pós-Graduação em Letras Estrangeiras e Tradução da USP. Dedicado a estudos acerca de museus-casas, preservação e produção de memória, é diretor da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo, formada por Casa das Rosas, Casa Guilherme de Almeida e Casa Mário de Andrade, instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de S. Paulo.


*Esta atividade poderá contar como crédito de horas para o Programa Formativo sobre Patrimônio, Memória e Gestão Cultural.


Foto: Pixabay