PROGRAMAÇÃO

Curso
80 ANOS DE EXPOENTES NEGROS NA MÚSICA POPULAR BRASILEIRA
Com Salloma Salomão. Convidados: Gui Braz e Lua Bernardo

Quartas-feiras, 8, 15, 22 e 29 de junho, das 19h às 21h30


Os participantes do curso terão oportunidade de conhecer a trajetória de musicistas negros fundamentais para a compreensão da história da música popular brasileira que completam ou se aproximam dos 80 anos de nascimento em 2022, entre eles:  Milton Nascimento, Gilberto Gil, Jorge Ben Jor, Clara Nunes, Tim Maia e Cátia de França.


Para realizar sua inscrição, clique aqui.

A atividade será realizada por meio da plataforma Zoom.

O link será enviado aos inscritos por e-mail. 


Cronograma das atividades: 


08/06 - Conversa sobre MPB e a ideia de expoentes-depoentes; Música, mercado e criação


15/06 - Vidas e obras: Gilberto Gil e Milton Nascimento

Convidado: Gui Braz, violonista e arranjador.


22/06 - Vidas e obras: Jorge Ben Jor e Tim Maia


29/06 - Vidas e obras: Clara Nunes e Cátia de França

Convidada: Lua Bernardo, musicista e compositora.


Gui Braz é músico formado pelo Conservatório Dramático Musical de Tatuí, diretor pedagógico e professor da escola de música “Esquina Musical”, compositor e arranjador em diversos projetos musicais, entre eles, dos discos Aurora Negra, Notas Tortas da Madrugada, além do espetáculo 3 Miltons, realizado no Auditório Ibirapuera e do espetáculo infantil A Arca de Ébano.


Luana Bernardo é pós-graduanda em Musicologia pela ECA-USP e graduada em Letras com habilitação em português e espanhol (bacharelado e licenciatura) pela FFLCH-USP. Possui formação em musicalização infantil pelo Conservatório Musical Mozart e piano complementar pela Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP). Estudou flauta transversal no Conservatório Musical Heitor Villa-Lobos e na Fundação das Artes de São Caetano do Sul (FASCS), sendo orientada pela flautista Tatiane Santos. Estudou contrabaixo acústico no projeto social EMEC e canto popular na EMESP.  Integrou diversas bandas da cena paulistana. Tocou também com BNegão, Karina Buhr, Siba Veloso, Juçara Marçal, Tássia Reis, Projeto Nave, Luedji Luna, Funmilayo Afrobeat Orchestra, Rádio Diáspora, Dow Raiz, entre outros. É multi-instrumentista, cantora, compositora, arranjadora e produtora musical e integra as bandas Y mã e Baião de Spokens. Atua com trilhas para teatro e pesquisa feminismo negro e antirracismo.


Salloma Salomão é músico e historiador. Doutor em História pela PUC-SP e pesquisador associado do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Consultor da Secretaria de Educação do Município de São Paulo, tem como especialidades temas como cultura musical, lutas pela liberdade, práticas culturais negras no século XIX e XX, identidades étnicas e movimentos negros urbanos, sociabilidades negras em São Paulo e musicalidades africanas. Possui seis CDs gravados, além de três DVDs, e diversos textos publicados em revistas e livros sobre o tema. Seus trabalhos mais recentes incluem a peça musical Agosto na Cidade Murada (2018) e a trilha sonora do filme Todos Mortos, de Caetano Gotardo e Marco Dutra, selecionado para o Festival de Cinema de Berlim e premiado no Festival de Cinema de Gramado em 2020.


*Haverá emissão de certificado ao aluno que obtiver 75% de frequência na atividade.


Foto: Tibor Janosi Mozes

MAPA DO SITE
Governo do Estado de SP

Este site utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.
Consulte sobre os Cookies e a Política de Privacidade para obter mais informações.

ACEITAR